Download WordPress Themes, Happy Birthday Wishes
Home / Finanças Pessoais / Dicas para cuidar bem do seu dinheiro (I).

Dicas para cuidar bem do seu dinheiro (I).

Muitas pessoas desejam o sucesso financeiro, mas não sabem o que fazer para alcançá-lo. Como tudo na vida, o sucesso é resultado de um processo que se estabelece durante o tempo em que vivemos. Sua atitude e ações serão fatores estratégicos para o resultado, tanto durante quanto ao final desta caminhada. Neste dois artigos, desejo compartilhar com você dez princípios fundamentais para você cuidar bem do seu dinheiro.

  1. Tenha bons princípios

Os princípios são fundamentais. Nossa vida gira em torno deles. Direta ou indiretamente somos movidos por princípios na construção daquilo que queremos alcançar. Na administração do dinheiro não é diferente. Se você seguir a forma como em geral as pessoas administram o dinheiro terá dificuldades porque a mentalidade normalmente é voltada apenas para o consumismo. Busque os princípios de gestão que o leve a uma vida financeira bem sucedida.

  1. Estabeleça metas

Partindo dos bons princípios, estabeleça metas a serem alcançadas, por que é sobre elas que você poderá fazer progressos ao longo do tempo. O melhor exemplo que eu poderia dar quando falo de metas é citar o trabalho dos atletas. Eles colocam metas porque sabem que só com elas é que podem alcançar patamares superiores. Quanto você gostaria de ganhar? Estabeleça uma meta! O mesmo vale para o dinheiro que você vai investir, doar, e gastar com consciência. Só com metas você saberá onde está indo e se está alcançando suas necessidades e desejos.

  1. Tenha disciplina

Aqui vale a pena citar novamente o exemplo dos atletas. Ao estabelecerem suas metas, os atletas imprimem uma disciplina diária para alcançá-las. Faça o mesmo com o seu dinheiro. Por exemplo, se você estabeleceu a meta de investir 5% da sua renda, tão logo receba, separe este valor e coloque-o em algum tipo de aplicação que ajude você a alcançar mais rapidamente o seu alvo. Lembre-se de que a disciplina será fundamental para que os princípios e metas se realizem de forma efetiva.

  1. Livre-se de Dívidas

Quando você faz investimentos, os juros trabalham a seu favor. Quando você faz dívidas, os juros trabalham contra seu sucesso financeiro. E o pior é que normalmente os juros que você tem que pagar são bem superiores. Resumindo, se você tem dívidas, o primeiro e melhor investimento a fazer é: livre-se delas.

É comum as pessoas não saberem o quanto devem, por isso, é necessário elaborar um plano para quitar as dívidas. Primeiramente liste suas dívidas uma a uma, assim você poderá saber com clareza o tamanho do problema. Pague primeiro as dívidas menores, porque você se anima ao ver que elas estão indo embora mais rapidamente. Priorize também as que têm juros mais altos, tais como as do cheque especial e as do cartão de crédito, caso esteja pagando juros no rotativo. E o mais importante: Não faça novas dívidas.

  1. Gaste com sabedoria

As necessidades e os desejos são intensos. Por experiência sei que as pessoas desde cedo trilham o caminho dos gastos excessivos, que rapidamente podem levá-las ao caos financeiro. Isto acontece regularmente com pessoas jovens e também com adultos. Se você quiser ser bem sucedido financeiramente terá que adotar uma postura diferente. Estabeleça um limite para seus gastos pessoais. Reconheça a diferença entre as coisas que realmente necessita daquelas que deseja. Coisas desejadas não são um mal em si mesmas, mas você deve ter a consciência de escolher o momento oportuno para tê-las, sem comprometer seu equilíbrio financeiro.

Para gastar com sabedoria, você necessita de um plano para os seus gastos, um orçamento. Muitas pessoas acham que um orçamento é algo complicado e difícil de lidar. Mas quero mostrar que um orçamento não precisa ser algo complicado e que, se você dedicar um pouco do seu tempo para trabalhar esta ferramenta, verá que as vantagens são bem compensadoras.

Se você não tem um orçamento, normalmente o dinheiro vai embora e você não sabe claramente para onde ele foi. Tendo um, você não apenas sabe o destino que ele tomou, como também o determina antecipadamente. Aliás, este é o objetivo do orçamento, ou seja, fazer com que o dinheiro chegue exatamente aonde você deseja que ele chegue e assim supra suas necessidades e até mesmo seus desejos.

FONTE: PAULO DE TARSO

Leave a Reply