Home / Devocional / O que significa a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me?

O que significa a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me?

Essa fala de Jesus aconteceu logo após um problema Dele com o apóstolo Pedro, onde Jesus começou a mostrar mais claramente aos discípulos que sofreria, morreria e ressuscitaria (Mateus 16:21). Mas Pedro reprova essas falas de Cristo, tentando convencer Jesus de que não precisaria acontecer assim (Mateus 16:22). Jesus, então, repreende a Pedro de forma severa, mostrando que Pedro tinha deixado o diabo usá-lo para tentar desviá-lo de Sua missão. E é justamente depois disso que Jesus diz: “Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me” (Mateus 16:24).

O que significa a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me?

Passemos agora a uma explicação detalhada do objetivo de Jesus ao dizer “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me”:

a) Se alguém quer vir após mim: Jesus está claramente identificando aqueles que de alguma forma simpatizam com Sua mensagem, pessoas que O seguiam por algum motivo. Parece-me que Jesus está deixando claro que segui-Lo não é meramente uma decisão simples e sem consequências, antes, é uma decisão que precisa ser tomada de forma racional e com fé. Jesus prepara seus ouvintes para escutar a sequência das exigências de para os que desejavam segui-Lo.

b) A si mesmo se negue: Aqui Jesus tem como foco que aquele que deseja segui-lo precisa estar alinhado com Sua vontade. E a vontade de Deus se choca muitas vezes com nossa própria vontade. Os que seguirem a Cristo precisam ter a capacidade de considerar a vontade de Deus superior à sua própria e terem atitudes claras escolhendo a vontade de Deus e negando a sua própria quando for necessário. Como exemplo, cito o ensino de que devemos amar os inimigos. A vontade natural da carne é de ódio pelos inimigos. Mas o padrão de Jesus é de amá-los. Aqui preciso negar a mim mesmo em apoio à vontade do Pai. Cristo mostrou como isso é feito quando orou pelo perdão dos que O crucificavam. Negar a si mesmo, então, é um conjunto de ações diárias que vamos tomando à medida que esses conflitos de vontades aparecem em nossa vida.

c) Tome a sua cruz: Seguir a Cristo é tomar sobre si alguns sofrimentos que não teríamos se não o tivéssemos seguido. A cruz era um objeto muito famoso entre os judeus. Centenas de crucificações aconteciam, realizadas pelos romanos. E muitas, claro, de forma injusta. A cruz impunha o sofrimento, a dor e a morte. Jesus está deixando claro aos Seus ouvintes que segui-Lo requer uma abnegação tão forte, capaz até mesmo de enfrentar as mais duras perseguições, dores, dificuldades e coisas parecidas por amor a Ele. De forma prática, tomar a sua cruz é viver no dia a dia fazendo as escolhas certas (que agradam a Deus) sem se importar com as consequências negativas (muitas vezes muito difíceis e dolorosas) que podem vir sobre nós, devido à resistência dos inimigos.

d) E siga-me: Toda essa abnegação trazia em si uma grandiosa bênção: estar na presença de Jesus, seguindo-O. Estar em Sua presença, compartilhando de Sua companhia, de Seu cuidado, de Seu ensino, de Sua ação poderosa. Assim, todas as difíceis escolhas de negar a si mesmo e de tomar a cruz trazem alegria ao invés do medo paralisante. Foi exatamente isso que Pedro disse a Jesus em certo momento: “Então, perguntou Jesus aos doze: Porventura, quereis também vós outros retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna” (João 6:67-68). Por isso, leitor, decida-se, tome a sua cruz e siga Jesus!

FONTE: www.esbocandoideias.com

 

Leave a Reply