Home / Fique por dentro / Estudante que ateou fogo na Bíblia afirma: ‘Queimei um pedaço de papel, não sua religião’

Estudante que ateou fogo na Bíblia afirma: ‘Queimei um pedaço de papel, não sua religião’

Acre – O estudante ateu reafirma o ato, e não se arrepende. “O problema todo se deu, porque mexi em algo que é considerado TABU, ou seja, Deus é intocável. Não me arrependo de ter feito o que fiz. Se pudesse voltar atrás faria exatamente o mesmo.”

Roberto Oliveira, o jovem estudante que ateou fogo na Bíblia durante um evento universitário no Acre, usou a página dele no Facebook para dizer que não teve a intenção de “ofender nem ferir o credo de ninguém”, mas não se arrepende do ato.

“Queimei um pedaço de papel, não queimei sua religião. Não matei seu Deus. Não apaguei a sua fé. Um ‘ato simbólico’ foi transmutado em condenação. Eu dei um alto e sonoro recado. Não quero e não preciso de sua religião”, escreveu Roberto.

O estudante ateu reafirma o ato, e não se arrepende. “O problema todo se deu, porque mexi em algo que é considerado TABU, ou seja, Deus é intocável. Não me arrependo de ter feito o que fiz. Se pudesse voltar atrás faria exatamente o mesmo.”

“Não quis ofender nem ferir o credo de ninguém. Mas se incomodei, que reflitam sobre as suas práticas mediante a minha. Já faz tempo que não acredito que é certo virar a outra face quando te batem”, continua.

Um amigo de Roberto disse que o estudante “está muito assustado, com emprego ameaçado”. Roberto também relatou a situação nas redes sociais: “É quase certo que serei afastado do meu trabalho pelo mesmo tipo de situação”, escreveu. “Não aceitarei que esta imprensa ridícula se aproveite da minha imagem e desta situação. Muito obrigado por comprometer meu trabalho e o de outras pessoas da minha família.”

“Durante muito tempo da minha vida quis ser exemplo pra muita gente, principalmente, quando estava na igreja, hoje só quero ser eu mesmo, vivendo minha vida e isso me basta”, escreveu Roberto em sua página.

Entenda o caso

Um vídeo amador em que Roberto aparece queimando um exemplar da Bíblia, foi gravado durante a apresentação da banda Violação Anal, na qual é vocalista, no 4º Encontro Nacional dos Ateus e Agnósticos, realizado no campus da Universidade Federal do Acre.

O caso ganhou repercussão depois que o pastor e deputado federal Marcos Feliciano (PSC) repudiou o ato realizado na Ufac. Feliciano afirmou que “é inacreditável que fato tão lamentável em si mesmo, tenha ocorrido em Próprio Público de uma Universidade Federal, com usos de cartazes com o logotipo de Partido dos Trabalhadores, pois, o organizador explica esse procedimento por ter tido o apoio desse Partido Político”, disse.

O pastor quer a abertura de um inquérito policial para apurar os responsáveis pelo Sarau e que sejam responsabilizados judicialmente. “Vou representar à Polícia Civil do Estado do Acre para que instaure Inquérito Policial para apurar responsabilidades e seus autores, para que fatos lamentáveis como esse não se repitam, e que se lembrem que vilipendiaram um símbolo muito caro a maioria do Povo Brasileiro, se colocando ao nível dos mais sórdidos seres que nem merecem o nome de humanos”.

Leave a Reply